quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Glória ao Samba, Cartola, Manacéa e Chico Santana...


Dia 24 de novembro de 2012, uma das melhores rodas do ano passado. Alí no Anhanguera de tantos sambas a tarde foi especial... Além de conhecer a roda do Glória ao Samba que já povoava minha imaginação há uns 3 anos quando vi o primeiro video deles, tive a honra de sentar na roda, tocar meu pandeiro e cantar como se o mundo fosse acabar naquele dia! Cada samba da pesada...

Nesse trechinho do video, três pedradas: O primeiro samba de nome incerto, chamado por nós (Glória ao Samba) de "Levanta Gigante" é uma parceria de Cartola com o Aluísio Dias. O segundo de autoria do Manacéa é o Samba predileto da querida dona Neném, viúva do Mestre. O Terceiro é de autoria do Chico Santana, fez em ocasião da separação da mãe da Neide. Quem ensinou foi o Monarco. 

Levanta Gigante
(Cartola e Aluisio Dias)

Levanta gigante adormecido
Vamos para o alto que nem tudo está perdido
Põe a tua frente os velhos generais
E eles mostrarão do que serás capaz
O teu valor ninguém pode tirar
Levanta-te Mangueira e vem lutar

Vamos apertar mais o ferrolho
Vai ser dente por dente, olho por olho
Vamos demonstrar com harmonia
Que a Mangueira ainda é a Academia


Tantas mulheres amei
(Manacéa)

Tantas mulheres amei depois que lhe abandonei
Mas não sei porque meu coração não lhe esqueceu
Sempre bateu por você
Sonhar, até sonhei
Que estava nos meus braços outra vez
Mas quando acordei não lhe encontrei, não, não
A saudade ficou no meu coração

Foi um deslize na vida que cometeste querida
Eu lhe abandonei, mas meu coração sempre sentiu uma dor
Igual quando se perde um grande amor


Foi um drama que passou
(Chico Santana)

Foi um drama que passou
E neste vou lembrar daquele falso amor
Que sorriu quando me viu chorar
Sem compadecer da minha dor
Hoje o remorso me acolheu
Rolaram lágrimas dos olhos seus

Tanto padeceu meu coração
Para enfrentar essa ilusão, a esperança perdida
Naquela que já foi e não é mais minha querida
Mas essa vida é mesmo assim
Quem me fez chorar hoje chora por mim...



.

Um comentário:

Aquiles Melo disse...

Excelente roda! Samba de primeira! AInda vou por lá!