quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Desengano (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira) Patrício Teixeira 1938



A primeira vez que eu amei
Sofri, chorei
Meu primeiro amor me deixou
A razão até hoje eu não sei..
O desengano do amor sofri tão cedo
Eu quero amar outra vez, mas tenho medo
Porque a primeira vez que eu amei
Sofri, chorei

Tão cedo eu não quero saber do amor
Enquanto existir no meu coração
Aquela dor, tão grande dor
Não quero ter mais desilusão


Nenhum comentário: