segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Alberto Ribeiro (Baú do Receita)

Alberto Ribeiro
Hoje completam-se 110 anos do nascimento de Alberto Ribeiro da Vinha, nascido na Cidade Nova e criado no Estácio, um dos maiores celeiros de bambas do Rio de Janeiro. Grande compositor, deixou uma vasta obra, cerca de 300 musicas entre marchinhas de carnaval, sambas e os mais variados estilos, da valsa ao fox trot. Uma simples pesquisa no acervo do IMS resulta em quase 500 gravações. Entretanto, seu nome é pouco lembrado atualmente.

"Olga" (Alberto Ribeiro e Sátiro de Melo) Intérprete: Vassourinha - 1941


Alberto Ribeiro se formou em medicina, profissão que exerceu até a sua aposentadoria, mas foi na musica que construiu uma obra que ficará para a eternidade. Compositor do Estácio, frequentador assíduo do Café Nice, ponto de encontro dos bambas na época, Alberto Ribeiro teve em sua lista de parcerias nomes como Bide, Wilson Batista, Alcir Pires Vermelho, Lamartine Babo, Ataulfo Alves, Dorival Caymmi, Nássara, Radamés Gnattali, Roberto Martins, entre muitos outros. Mas foi ao lado do amigo Braguinha, o João de Barro, que Alberto se consagrou. Os dois se conheceram em 1935 e daí surgiu uma grande amizade, na musica e na vida pessoal.

A marchinha "deixa a lua sossegada" foi a primeira parceria da dupla, gravada pelo cantor Almirante. Seguiram-se então um sem número de composições, entre elas alguns clássicos dos carnavais como "Yes, nós temos bananas" e "Chiquita Bacana". Uma marchinha dele que gosto muito é "Vírgula" de Alberto Ribeiro e E. Frazão, interpretada aqui por Mário Reis:



Alberto Ribeiro foi interpretado pelos maiores nomes do rádo: Mário Reis, Francisco Alves, Sílvio Caldas, Carlos Galhardo, Vassourinha, Jorge Veiga, Almirante, Jamelão, Carmem Miranda, Dircinha Batista e muitos outros. Ouça a interpretação de Carmem Miranda para o samba "Veneno pra Dois" de Alberto Ribeiro e Braguinha:



Recentemente, dois sambas seus foram gravados por cantores da "nova geração do samba". O cantor Pedro Miranda interpretou a musica "Coração" no disco Lembranças Cariocas, de 2003 e o grupo Tuco e Batalhão de Sambistas regravaram "Não há de que", parceria com Bide, no disco Peso é Peso, lançado em 2010. Ouça a faixa "Não há de quê" interpretada por Carlos Galhardo, em 1936:



Reuni pra vocês uma coletânea com 40 sambas do Alberto Ribeiro e seus parceiros, gravados em 78 rpm e disponibilizados pelo Instituto Moreira Salles. O arquivo com as informações sobre as musicas, compositores, intérpretes e datas das gravações ficou de fora do arquivo e deve ser baixado separadamente!


Baixar arquivo de texto com informações sobre as musicas


O 4 shared está pedindo para fazer login antes de baixar os arquivos:
Login: blogreceitadesamba@yahoo.com.br
Senha: samba2012

FAIXAS

01 – Coração (Alberto Ribeiro) 
02 - Não há de quê (Alberto Ribeiro e Bide) 
03 - Comprei uma fantasia de pierrô (Alberto Ribeiro e Lamartine Babo) 
 04 - Quem canta (Alberto Ribeiro e Braguinha) 
05 - Você me deu o bolo (Alberto Ribeiro e Bide) 
06 - Você fugiu de mim (Alberto Ribeiro e Braguinha) 
07 - Eu sei de alguém (Alberto Ribeiro e Braguinha)
08 - O cachorro vira lata (Alberto Ribeiro)
09 - Cenário de revista (Alberto Ribeiro) 
10 - Veneno pra dois (Alberto Ribeiro e Braguinha) 
11 - Não olhes pra trás (Alberto Ribeiro) 
12 - Tua vida entortou (Alberto Ribeiro) 
13 - Não chora (Alberto Ribeiro e Silvio Caldas) 
14 - Coração sonhador (Alberto Ribeiro e Antônio Almeida) 
15 - Você sambou pra mim (Alberto Ribeiro e Alcir Pires Vermelho) 
16 – Anúncio (Alberto Ribeiro e Frazão) 
17 - Estou zangado com você (Alberto Ribeiro e Frazão) 
18 -Onde o céu azul é mais azul (Alberto Ribeiro, Alcir Pires Vermelho e Braguinha) 
19 – Olga (Alberto Ribeiro e Sátiro de Melo) 
20 - Se o dinheiro chegasse (Alberto Ribeiro e Antônio Almeida) 
21 - Maria do Céu (Alberto Ribeiro e Alcir Pires Vermelho) 
22 - Se eu tivesse um milhão de cruzeiros (Alberto Ribeiro e Braguinha) 
23 - Bandeira da minha terra (Alberto Ribeiro e Braguinha) 
24 - Tem dó (Alberto Ribeiro, Antônio almeida, Braguinha e Dorival Caymmi) 
25 - Helena, vem me buscar (Alberto Ribeiro, Alcir Pires Vermelho e Braguinha)
26 - Vem jardineira (Alberto Ribeiro e Braguinha)
27 - Foi... é... e sempre será (Alberto Ribeiro e Roberto Roberti) 
28 - Eu quero é sambar (Alberto Ribeiro e Peterpan) 
29 – Isabel (Alberto Ribeiro e Antônio Almeida) 
30 - Polonaisse em rítmo de samba (Frederic Chopin, Alberto ribeiro e Antônio Almeida) 
31 – Josefina (Alberto Ribeiro e Antônio Almeida)
32 - Companheira de quem ama (Alberto Ribeiro e Antônio Almeida)
33 - Não chores assim (Alberto Ribeiro e Silvio Caldas)
34 - Casadinha Triste (Alberto Ribeiro e Braguinha)
35 - Adeus, vou-me embora (Alberto Ribeiro e José Maria de Abreu)
36 - Velho marinheiro (Alberto Ribeiro e Wilson Batista)
37 - Seu Libório, (Alberto Ribeiro e Braguinha)
38 - Esquina da saudade (Alberto Ribeiro, Chiquinho e Radamés Gnattali)
39 - Lá vem formosa (Alberto Ribeiro e Dorival Caymmi)
40 - Moreninha carioca (Alberto Ribeiro e Ronaldo Lupo)


Postado originalmente em 16 de fevereiro de 2011


.

Nenhum comentário: