domingo, 1 de julho de 2012

Inimigo do Samba (Ataulfo Alves e Jorge de Castro)



Pra você que é inimigo 
Numero um do samba brasileiro 
Pra você matar o samba 
Tem que me matar primeiro 
Mesmo assim depois de morto
Ainda lhe darei trabalho
Morre o homem fica a fama 
E com a fama lhe atrapalho

Destruir não é grandeza 
Me desculpa meu senhor 
Construir é que é nobreza 
É ter arte e ter valor 
Você fala o ano inteiro 
Mal do samba sem cessar
Mas no mês de fevereiro
Você samba até cansar

.

Nenhum comentário: