quinta-feira, 28 de junho de 2012

Um barracão de madeira (Colher)

Coisa linda esse samba do Antônio Fontes, o Colher da Aprendizes de Lucas. A interpretação fica por conta do saudoso Terreiro Grande e Cristina Buarque:


Um barracão de madeira
Era o conforto da gente
Eu passo a noite inteira
Sem ninguém pra me consolar
Eu vivo sorrindo e cantando para não chorar

Ela separou-se de mim
Eu agora estou sozinho
Sem o seu amor, sem o seu carinho
Ela só queria vaidade, luxo e riqueza
Todo dia me dizendo que ia embora
Que não nasceu para viver na pobreza

.

Nenhum comentário: