segunda-feira, 19 de março de 2012

Velha Guarda da Portela


Homenagem à Velha Guarda
Monarco


Um dia, tu fostes à Lapa ver a malandragem
Perdeste o tempo e a viagem
Como teu samba diz
Eu fui à Portela ver os meus sambistas
Mas consultando a minha lista
Também não fui feliz

Lá falaram-me sobre um terreiro
Onde eles passam o dia inteiro
Num lugar qualquer de Oswaldo Cruz
Fica lá perto de Bento Ribeiro
Aonde Paulo e seus companheiros
Faziam sambas que até hoje seduz

Procurando na localidade
Encontrei mano Alvaiade
Nosso antigo diretor de harmonia
Deu-me a sua dica valiosa
É uma casa formosa
Que reúne paz, amor e alegria

Ali, vi os sambistas de fato
Manacéa e Lonato e outros mais
Juro que fiquei boquiaberto
Nunca me senti tão perto
Da Portela dos tempos atrás


(Nesse samba Monarco faz uma brincadeira, citando o samba "Homenagem ao Malandro" do Chico Buarque...)



.

Nenhum comentário: