sábado, 17 de março de 2012

Eden Silva, o Caxiné...

Três sambas do Caxiné, grande bamba do Salgueiro, interpretados pela dupla Zé e Zilda.


Vem me consolar
(Caxiné e Aníbal Silva)
Data: 1949

Vem para me consolar meu bem
Eu te quero como ninguém
Meu grande amor longe de ti
Em meu lar tudo emudeceu
Oh, vem querida
Quem te chama sou eu

Sem o teu amor
Vivo a penar
Por isso eu imploro
Vem para me consolar


Paulo da Portela
(Caxiné e Aníbal Silba)
Data: 1949

Paulo da Portela não morreu
Apenas desapareceu
Viverá para sempre em nosso coração
Como prova de gratidão

Ele nasceu no samba
E no samba se criou
Por isso o mundo inteiro canta
Esse poema em seu louvor


Falam de Mim
(Caxiné e Anibal Silva)
Data: 1949

Falam de mim
Mas eu não ligo
Todo mundo sabe 
Que eu sempre fui amigo
Um rapaz como eu 
Não merece essa ingratidão
Falam de mim
Mas quem fala não tem razão

Por ciúme ou por despeito
Falam de mim
Não está direito
Procederem assim
Meu coração 
Não merece essa ingratidão
Falam de mim
Mas quem fala não tem razão




.

Nenhum comentário: