sábado, 1 de outubro de 2011

Estácio, Mangueira


Samba de domínio público e cheio de versos tradicionais, muito comuns nos terreiros das antigas escolas cariocas. Gravação retirada do disco Gente da Antiga, de 1968, com interpretação de Clementina de Jesus.


Estácio, Mangueira
Se for à Lapa, tu me faças um favor 
E leve um telegrama ao Bernardo 
Pra ir a Dona Clara, pra falar com Mano Heitor

O rei mandou me chamar pra cantar com o Malaquias
Cantei sexta, cantei sábado e domingo todo o dia
Cantei sexta, cantei sábado e domingo todo o dia
Quando foi segunda-feira perguntei se ainda queria

Estrela no céu que brilha no azul do firmamento
O nome daquele ingrato não me sai do pensamento
Se passares em Mangueira diga adeus e vai andando
Vai dizer aquele ingrato saudade ta me matando

.

Nenhum comentário: