quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Silas de Oliveira - Gravações Caseiras


Uma busca no acervo Hermínio Bello de Carvalho sempre rende boas surpresas. Há um tempo atrás encontrei essas brasas do mestre Silas de Oliveira. São gravações caseiras de três sambas, interpretados pelo próprio Silas acompanhado de um cavaquinho:


Cruel Paixão
(Silas de Oliveira e Daniel Santana)


Existe uma cruel paixão
Guardada em meu coração
Eu sei quem deixou
Foi meu primeiro amor
Vivo a cantar
Para ver se consigo ouvidar
E não ver os meus olhos lacrimar

Amanhece e anoitece
Eu sei que nesse mundo tudo se fenece
Então porque essa paixão
Do meu coração não desaparece


Fica 
(Silas de Oliveira) 


Fica,
O meu desejo é profundo, é açoite
Fica comigo esta noite
Nunca é demais pedir para amar
Eu tenho medo de você ir e não voltar
Depois de eu tanto, tanto te esperar

Inteligentemente essa tua malícia
De tendência petiça, é de torturar
Mas evidentemente, que bate não sente
Não me canso de te implorar, para ficar


Estou Gamado
(Silas de Oliveira)


Oô, ô bem, só eu sei
O bom que você tem
Você me deixou gamado
Hoje nào posso
Ver ao teu lado ninguém

Mais ninguém, mais ninguém
Mais ninguém, é por isso que eu digo meu bem...


Clique para baixar



.

Nenhum comentário: