quarta-feira, 15 de junho de 2011

Homenagem a Nélson Cavaquinho


Zé Kéti e Dino homenageiam Nélson Cavaquinho com esse samba, composto quase de improviso e apresentado na ocasião da morte do Nélson (TVE 1986).


Compadre Nelson Cavaquinho, onde anda você
Já me disseram que deixaste de beber o seu conhaque
Sua Genebra bem amada, em suas mil ou mais moradas.
Você cantava a noite inteira com a batida diferente do seu violão
E nos bares da cidade bebia um vinho rascante
A rouquidão em sua voz era constante, bem constante
E na Praça Tiradentes cantava seus sambas prá gente
Depois saía com a viola pra lugares diferentes
A Lua foi sua companheira e hoje está de luto com a Estação Primeira
A Lua foi sua companheira e hoje está de luto com o Morro da Mangueira
Sabemos que o Brasil e o mundo inteiro te conhecem
Eu bato palmas prá você porque você merece
Onde anda, eu quero ver 
O seu parceiro, o Guilherme, deve estar coroa
E aqui prá nós a dupla é muito boa
Eu tambem já compus alguma coisa, já fiz sambas com você
Se hoje sou poeta, tive muito que aprender
Enriqueceu os versos meus, o meu muito obrigado, 
Adeus, meu criador


.

Nenhum comentário: