quarta-feira, 16 de março de 2011

Tudo em Vão

Belissimo samba de Jair do Cavaquinho, interpretado por Jurema no disco "O Samba não Pode Parar" de 1978.



Bem que o vento segredou pra mim
Que o amor não se constrói assim
Só me cabe recordar e pensar
Como pode terminar em vão

Lembro do primeiro olhar, ainda o vejo
Das seguidas ilusões em mais um beijo
Quantos versos eu senti e escrevi
Tantas vezes escrevi em vão

Sei que o meu lamento
É pouco pra esquecer
Se lhe soam palavras ao vento
Um erro acontecer
Num único monmento
E você não me compreender
Tudo em vão


Baixar mp3


.

Nenhum comentário: