terça-feira, 30 de novembro de 2010

E o Rio de Janeiro... continua lindo?


Dois pontos de vista sobre um mesmo problema...

O dia em que o morro descer e não for carnaval 
Compositor: Wilson das Neves e Paulo César Pinheiro
Intérprete: Wilson das Nevs


O dia em que o morro descer e não for carnaval
Ninguém vai ficar pra assistir o desfile final
Na entrada rajada de fogos pra quem nunca viu
Vai ser de escopeta, metralha, granada e fuzil
É a guerra civil

No dia em que o morro descer e não for carnaval
Não vai nem dar tempo de ter o ensaio geral
E cada uma ala da escola será uma quadrilha
A evolução já vai ser de guerrilha
E a alegoria um tremendo arsenal
O tema do enredo vai ser a cidade partida
No dia em que o couro comer na avenida
Se o morro descer e não for carnaval

O povo virá de cortiço, alagado e favela
Mostrando a miséria sobre a passarela
Sem a fantasia que sai no jornal
Vai ser uma única escola, uma só bateria
Quem vai ser jurado? Ninguém gostaria
Que desfile assim não vai ter nada igual

Não tem órgão oficial, nem governo, nem Liga
Nem autoridade que compre essa briga
Ninguém sabe a força desse pessoal
Melhor é o Poder devolver à esse povo a alegria
Senão todo mundo vai sambar 

No dia em que o morro descer e não for carnaval.

Nomes de Favela 
Compositor: Paulo César Pinheiro
Intérprete: Paulo césar Pinheiro


O galo já não canta mais no Cantagalo
A água já não corre mais na Cachoeirinha
Menino não pega mais manga na Mangueira
E agora que cidade grande é a Rocinha!

Ninguém faz mais jura de amor no Juramento
Ninguém vai-se embora do Morro do Adeus
Prazer se acabou lá no Morro dos Prazeres
E a vida é um inferno na Cidade de Deus

Não sou do tempo das armas
Por isso ainda prefiro
Ouvir um verso de samba
Do que escutar som de tiro

Pela poesia dos nomes de favela
A vida por lá já foi mais bela
Já foi bem melhor de se morar
Mas hoje essa mesma poesia pede ajuda
Ou lá na favela a vida muda
Ou todos os nomes vão mudar





.

3 comentários:

Jorge Macedo disse...

Wilson das Neves, que coisa linda. Uma pena que estes grandes sambistas como o Wilson estao fora do circuito da midia. Ainda bem que a internet ajuda a manter vivo grandes bambas do nosso samba. Maravilha.

Xouts disse...

Grande Blog... lindo trabalho...

A musica O dia em que o morro descer e não for carnaval é do Wilson e tb do Paulo Cesar Pinheiro....

Um grande abraço

Vinicius Terror disse...

Opa, falha minha... Na verdade, falha no encarte do disco que credita a musica apenas ao Wilson.... Fui saber que era uma parceria com o Paulo César lendo um livro em que o próprio Paulo conta como surgiram algumas de suas canções...

Mas já consertei!

Abraço!