sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Brancura em 78 rpm

Silvio Fernandes, o Brancura
O sambista Silvio Fernandes, um negro forte, conhecido como Brancura pelos malandros do Estácio era famoso por sua valentia, andando sempre com uma navalha no melhor estilo malandro dos anos 20...

Brancura era compositor e flautista e foi um dos fundadores da Escola de Samba Deixa Falar. Era freqüentador assíduo do Café Apolo, onde conheceu Francisco Alves e Mário Reis, que acabaram gravando alguns de seus sambas.

São gravações em 78 rpm, disponibilizadas pelo acervo do Instituto Moreira Salles e que você pode baixar clicando no link abaixo.

Baixe aqui / Download

Baixar PDF com as Letras

As gravações da coletânea são as seguintes:

01 - Você Chorou
Compositor: Brancura
Intérprete: Francisco Alves
Data: 1935

02 - Coração Voluvel
Compositor: Brancura
Intérprete: Francisco Alves
Data:1929

03 - Mulher Venenosa
Compositor: Brancura
Intérprete: Francisco Alves
Data: 1929

04 - Deixa Essa Mulher Chorar
Compositor: Brancura
Intérprete: Francisco Alves e Mário Reis
Data: 1930

05 - Carinho Eu Tenho
Compositor: Brancura
Intérprete: Ismael Silva
Data: 1931

06 - Sinto Muito
Compositor: Brancura
Intérprete: Mário Reis
Data: 1927-1928

07 - Sinto Muito (versão 2)
Compositor: Brancura
Intérprete: Mário reis
Data: 1932



.

Um comentário:

Lucas disse...

Ótimo blog. Depois que terminei de ler Desde que o samba é samba de Paulo Lins, vim pesquisar sobre a história na internet e achei seu blog.
Parabéns.