quinta-feira, 22 de julho de 2010

Seu Argemiro...



Aproveitando a lembrança que o amigo Oswaldo fez hoje, resolví capatar o áudio do saudoso Argemiro da Portela - que fazia com o Alberto Lonato uma dupla nos pandeiros que ainda hoje está pra aparecer algo semelhante - contando um caso interessante, sobre certa vez que encontrou o poetinha num boteco e este meio bêbado foi um pouco arrogante... Argemiro, conta como se saiu bem dessa:



O samba chama-se "Minha Inspiração"

Quando ouvirem os meus sambas
Vão perguntar talvez
Vão querer saber do meu passado
Que as minhas letras são de apaixonado
Outro gênero não tem vez
Eu direi vocês estão enganados
Não faço sambas fabricados
Compreendendo vão me dar razão
Somente escrevo o que sinto
Falo a verdade e não ligo
Culpada é a minha inspiração

Já procurei escrever de outro jeito
Nada saía perfeito
Porque não estava em mim
Não adianta forçar a minha natureza
Se o melhor do samba é a sua pureza
E eu forçando seria meu fim


Como dizem por aí, pra bom entendedor, meia palavra basta!




.