quarta-feira, 26 de maio de 2010

Heitor dos Prazeres


Heitor dos Prazeres: Engraxate, jornaleiro, marceneiro, sambista e pintor!

Nascido na Cidade Nova, pertinho da Praça Onze, no ano de 1898, dez anos após a abolição da escravidão, Heitor dos Prazeres desde pequeno já se bandeava pros lados da música. Seu pai era clarinetista da banda da Guarda Nacional e costumava alegrar as reuniões familiares solando polcas, valsas e choros. Heitor, ou Lino como era chamado pela família, perdeu o pai cedo, aos 7 anos.

Foi seu tio Hilário Jovino (o Lalu de Ouro) quem presenteou Heitor com seu primeiro cavaquinho... Heitor tinha grande admiração por Lalu e nota-se uma grande influência do estilo de compor do tio em suas primeiras composições. Assim, ainda menino, já se tornava o "Heitor do Cavaquinho" frequentando as famosas reuniões nas casas das Tias, acompanhando em seu cavaquinho jongos, lundus, samba, além de desenvolver suas habilidades percussivas batucando o candomblé. E Heitor era então apresentado a grandes mestres como Pixinguinha, Donga, Paulo da Portela, Sinhô, Caninha, João da Bahiana entre outros.


Na década de 20 era respeitado nas rodas de samba, onde apresentava suas composições a bambas como Ismael Silva, Bide e Paulo da Portela. Data dessa época, a polêmica do samba "Cassino Maxixe" onde travou um duelo musical e jurídico com Sinhô, a quem revindicava a parceria no samba. Sinhô negou, dizendo que "samba é como passarinho, é de quem pegar"...

Confira a hístória com mais detalhes em um trecho de um programa especial sobre Heitor dos Prazeres, da rádio USP:


Para alertar seus companheiros que frequentavam os mesmoas ambientes de Sinhô, Heitor compôs "Olha ele, cuidado"


Sinhô respondeu com "Segura o Boi"


Heitor ainda escreveu mais um samba em resposta, denominado "Senhor dos meus sambas", o qual o Sinhô tentou a todo custo impedir sua gravação. Mas esse nunca encontrei nem a letra!


Heitor dos Prazeres foi personagem fundamental no surgimento das escolas de samba do Rio de Janeiro, ajudando a fundar e a organizar vários agrupamentos de samba no Rio Comprido, no Estácio e nas imediações, o que resultou na criação das primeiras escolas de samba: Deixa Falar, De Mim Ninguém se Lembra e Vizinha Faladeira, no bairro do estácio de Sá.

Em Oswaldo Cruz, em companhia de Paulo da Portela, João da Gente, Mané Bambambam e muitos outros, participou da criação das agremiações Prazer da Moreninha e Vai como Pode, que mais tarde se fundiram e formaram sua querida Portela, à qual ele deu as cores azul e branco.

Heitor participou também dos primeiros passos da Estação Primeira de Mangueira, onde ia contratar as pastoras para apresentações em festas e cassinos com seu amigo e parceiro Cartola.


Heitor foi parceiro de grandes nomes do samba: Noel Rosa, Paulo da portela, João da Gente, J. Cascata, Herivelto Martins, este último um dos mais constantes...

Desperta Dodô (Herivelto Martins e Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Cristina Buarque e Terreiro Grande

Não acabou a Praça Onze, não...
Não acabou a Praça Onze, não... 

Ajeita a pancadaria, 
Dodô mestre de harmonia 
Que eu já mandei reunir o pessoal 
Procura o pau da bandeira
Amarra na cumieira 
Se não achar o estandarte, 
Não faz mal 

Dodô, eu quero alegria 
Vai ter ensaio de noite e de dia 

Precisamos fazer um bom carnaval 
Para o povo saber 
Quem nós somos, afinal
Morre um sambista, outro virá 
Para o substituir 
Laurindo... 
Os erros vão te derrubar
A nossa escola tem um luto para guardar 
E um herói para festejar



Tristeza (Heitor dos Prazeres e João da Gente)
Intérprete: Velha Guarda da Portela


A tristeza me persegue
Ora veja que martírios meus
Muito embora na orgia 
Eu não tenha alegria, meu Deus 

Vai,que a mim não causa pena 
Se tu queres se esconder 
O remorso te condena 
Vai embora, enganadeira 
Não me venhas enganar 
Não me venhas dar o pago 
Que me deu a Dagmar 

A tristeza me persegue 
Ora veja que martírios meus 
Muito embora na orgia 
Eu não tenha alegria, meu Deus 
Vai, eu não quero mais você 
Chega de tanto penar 
Chega de tanto sofrer 
Vou-me embora, vou-me embora 
Bela mandou me chamar 
Eu mandei dizer a ela 
Tô doente,não vou lá


Pra quem quiser ouvir mais um pouco de Heitor dos Prazeres, preparei uma pequena coletânea de 20 musicas, todas gravadas em 78 rpm e disponibilizadas pelo Instituto Moreira Salles!

01 - Primeira Linha (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Benedito Lacerda
Data: 1930
02 - Cantar pra não chorar (Heitor dos Prazeres e Paulo da Portela)
Intérprete: Carlos Galhardo
Data: 1937
03 - Vou ver se posso (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Mário Reis
Data: 1934
04 - Mulher de malandro (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Francisco Alves
Data: 1931
05 - Tristeza (Heitor dos Prazeres e João da Gente)
Intérprete: Januário de oliveira
Data: 1930
06 - Eu vou comprar (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Moreira da Silva
Data: 1933
07 - Saudosa Favela (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Arací de Almeida
Data: 1940
08 - Nossa Separação ( Heitor dos Prazeres e Herivelto Martins)
Intérprete: Linda Batista
Data: 1942
09 - Quebra morena (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Trio de Ouro
Data: 1942
10 - A tristeza (Heitor dos Prazeres e Herivelto Martins)
Intérprete: Roberto Paiva
Data: 1943
11 - Desperta Dodô (Heitor dos Prazeres e Herivelto Martins)
Intérprete: Trio de Ouro
Data: 1945
12 - Até que enfim favela (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Nélson Gonçalves
Data: 1945
13 - Você tem casa e comida (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Ciro Monteiro
Data: 1946
14 - Carioca boêmio (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Orlando Silva
Data: 1946
15 - Nada de rock rock (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Heitor dos Prazeres
Data: 1957
16 - A coisa melhorou (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Carmem Costa
Data: 1943
17 - Sou eu quem dou as ordens (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Araci de almeida
Data: 1945
18 - Olinda (Herivelto Martins e Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Francisco alves
Data: 1945
19 - Não sei que mal eu fiz (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Mário Reis
Data: 1934
20 - Olha ele, cuidado! (Heitor dos Prazeres)
Intérprete: Alfredo Albuquerque
Data: 1929


Heitor dos prazeres também foi um grande pintor como vocês podem observar nas imagens de seus quadros ao longo do texto!


.

Nenhum comentário: