sexta-feira, 28 de maio de 2010

Assim não, Zambi

Lindo samba de martinho da Vila cantado pela Rainha Clementina de Jesus! Coisa bonita de se puxar na roda!




Assim não, Zambi (Martinho da Vila)

Quando eu morrer vou bater lá na porta do céu
E vou falar pra São Pedro que ninguém quer essa vida cruel

Eu não quero essa vida não Zambi
Ninguém quer essa vida assim não Zambi

(Clementina)

Ô Zambi,
Vê se manda parar com aquelas "blitz" lá no morro.
Os hôme chega chutando a porta e revirando tudo
Todo mundo fica assustado e a criançada com aqueles olhos arregalados,
O coração saindo pela boca, ai meu Deus...
A tal de lei de invasão de domicílio lá no morro não vale nada

Ah Zambi,
Vê se clareia a cabeça da minha gente lá no morro,
Para eles pararem de tanta cachaçada, maconha e briga...
Devagar, tá legal?
Mas quando os nêgo tá doido, dão tiro à tôa, à tôa...
E quando eles inventa de brincar de bandido?
é o de baixo atacando o de cima,
O da direita atacando o da esquerda...
Mas o pior, é que ninguém é da direita ou da esquerda.
É todo mundo do mesmo morro
É a miséria brigando com o miserê...

Eu não quero essa vida não Zambi
Ninguém quer essa vida assim não Zambi

Eu não quero as crianças roubando
A veinha esmolando uma xepa na feira
Eu não quero esse medo espantado
Na cara duns nêgo sem eira nem beira

Eu não quero essa vida não Zambi
Ninguém quer essa vida assim não Zambi

Abre as cadeias pros inocentes
Dá liberdade pros homens de opinião
Quando um nêgo tá morto de fome
Um outro não tem o que comer
Quando um nêgo tá num pau-de-arara
Tem nêgo penando num outro sofrer

Eu não quero essa vida não Zambi
Ninguém quer essa vida assim não Zambi

CIFRA

Nenhum comentário: