segunda-feira, 1 de março de 2010

Ontem teve samba no céu!



É que no Sábado, dia 27, chegou por lá o Walter Alfaiate, com seu terno branco "caprichado no arremate" pra animar a roda... Fico até imaginando ele chegando e sendo recebido pelo parceiro Mauro Duarte e os companheiros dos bons tempos de Portela... Fora os bambas como Cartola, Silas de Oliveira, Ismael Silva, Noel, Wilson Batista, João Nogueira, Clara...

Todo mundo cantando um samba de boas vindas feito pelo Candeia, ao som das levadas do Carlinhos do Cavaco e do Meira no violão, bordadas pela baixaria do sete cordas do Dino...

E a cozinha? Bide, Marçal e a turma do Estácio, João da Baiana, Alberto Lonato e Argemiro nas platinelas, Mussum no Reco-Reco... Até o Ciro Monteiro sapecando uma caixinha de fósforo...

Tem também uma turminha mais calada que ajuda a embelezar as harmonias e melodias... Pixinguinha, Benedito Lacerda fazendo seus truques e o Jacob do Bandolim ensaiando todo mundo!!!!

Ô beleza! Vai na paz mano Walter Alfaiate, que aí você vai ser mais feliz! A coisa aqui tá preta... o samba já não é mais o mesmo... Vai matar as saudades com seus parceiros que daqui há uns anos eu chego aí pra ver no que que deu essa reunião! (mas não estou com muita pressa não...)



Samba na Medida
Nei Lopes

Mano Walter Alfaiate,
Parceiro e amigo fraterno
Escreve ai no teu caderno
Eu quero fazer um terno
Caprichado no arremate
Com um corte bem moderno,
Num pano verde-abacate
Com botões cor de tomate, meio outono, meio inverno.

É que o Wilson Alicate,
Este coração materno
Que vira o céu num inferno
Caso alguém lhe desacate
Me deu hoje um xeque-mate

Dizendo: "Meu subalterno,
Pra enfrentar os teus combates
Mais bacana e mais moderno
Tú tens que fazer um terno,
Lá no Walter Alfaiate

Um terno de alto quilate,
Pra casório, pra boate
e até para operação resgate!

Contratei um engraxate
Pra lustrar o meu iate
Mano Walter Alfaiate
Põe capricho no arremate
Se não meu breque te bate...


Leia mais sobre o Walter Alfaiate no Dicionário Cravo albin da MPB

Um comentário:

Anderson Alves disse...

Fico imaginando como deve ser essa roda de samba lá no céu hein....
Parabens pelo texto..