sexta-feira, 26 de março de 2010

Receita de Cara Nova!

Pessoal, resolví dar um upgrade no visual do blog! Espero que gostem!

quinta-feira, 25 de março de 2010

Pequena seleção de vídeos...


Ao Povo em Forma de Arte
Samba do Nei Lopes com o Wilson Moreira, na voz do Candeia!



Sim
Elizeth Cardoso, Paulinho da Viola e Cartola... Um belo encontro... Uma bela música do Cartola... "E com raiva para os céus os braços levantei, blasfemei"... Ah, Cartola!



Chico Brito
Grupo Feijoada Completa cantando esse samba do Wilson Batista...



Falsa Baiana
Paulinho da Viola e Roberto Silva cantam um clássico do Geraldo Pereira



Sei Lá, Mangueira
Tia Clementina detonando!



Marinheiro Só
Mais uma da Quelé. Na introdução, que tá falando é o famoso Madame Satã, que derrubou o Geraldo Pereira em uma briga e acabou matando o compositor...



Iracema
Elis Regina e Adoniran Barbosa num botequim do Bexiga... Esse é manjado mas eu nunca tinha postado...

sexta-feira, 19 de março de 2010

Raul Seixas no samba!

Outro dia tava ouvindo uns discos do Raul e achei essa pérola! O único samba composto pelo Raul...
Gravado no disco Sociedade da Gran Ordem Cavernista, disco em que a Miriam Batucada canta duas músicas.




Aos Trancos e Barrancos (Raul Seixas)

Eu sou um cara que subiu na vida
Morava no morro e agora moro no Leblon

Eu vou pendurado na janela
Vou mais pensando nela
Que esse sujo pelo chão

Eu vou descascando a minha vida
Sujando a avenida
Com meu sangue de limão

Rio de Janeiro você não me dá tempo
De pensar com tantas cores
Sob este sol
Pra que pensar, se eu tenho o que quero
Tenho a nega e o meu bolero
A TV e o futebol

Eu não vou levando o nosso leite
Troquei por um bilhete
Da roleta federal

Eu vou pela pista do Aterro
E nem vejo meu enterro
Que vai passando no jornal

quarta-feira, 3 de março de 2010

Receita de Mexidão!!!!

Mais uma receita saindo do forno! Dessa vez fiz uma mistureba com o que tinha na geladeira (meu HD...rsrs)! Saiu uma coletânea com 16 sambas, de Candeia a Chico da Silva, com um tempero da Cristina Buarque, João Nogueira, João da Baiana e mais um punhado de bambas!

Bom apetite a todos!



1 - O que vier eu traço (Alvaiade e Zé Maria)
Teco Teco (Pereira da Costa e Milton Vilela)
Canta: Miriam Batucada.
Do disco Miriam Batucada "Amanhã Ninguém Sabe", de 1974

2 - Velha Guarda da Portela (Zé Kéti)
Canta: Zé Kéti.
Do disco "A História das Escolas de Samba Volume 5"

3 - Muito Embora Abandonado (Mijinha e Chico Santana)
Canta: Cristina Buarque e Velha Guarda da Portela
Do disco Cristina Buarque "Arrebém" de 1979

4 - Ia Iá do Cais Dourado (Martinho da Vila)
Canta: Martinho da Vila
Do disco "Martinho da Vila" de 1969

5 - Dia de Graça (Candeia)
Canta: Candeia
Do disco "Axé, Gente Amiga do Samba" de 1978


6 - Divergência (Xangô, Zagaia e Quincas do Cavaco)
Diretor de Harmonia (Jorge zagaia e Xangô da Mangueira)
Do disco "Mangueira: Sambas de Terreiro e Outros Sambas" de 1999

7 - Nem Todo Croiulo é Doido (Cabana)
Canta: Cabana
Do disco "Martinho da Vila e Seus Convidados" de 1978

8 - Inimigo do Batente (Wilson Batista e Germano Augusto)
Canta: Cristina Buarque
Do disco "Ganha-se Pouco mas é Divertido: Cristina Buarque Canta wilson Batista" 2000

9 - Falso Rebolado (Jorge Costa e Venâncio)
Canta: Alfredo Del Penho e Pedro Paulo Malta
Do disco "Dois Bicudos"

10 - Aquarela amazônica (Chico da Silva)
Canta: Chico da Silva
Do disco "Sambaterapia" de 1983

11 - Homenagem a Geraldo Pereira (Monarco)
Canta: Monarco
Do disco "Monarco: A Voz do Samba" de 1992

12 - Cabide de Molambo (João da Baiana)
Canta: Roberto Ribeiro
Do disco "Poeira Pura" de 1977

13 - Esta Melodia (Bubu da Portela e Jamelão)
Canta: Conjunto Mensageiros do Samba
Do disco "Mensageiros do Samba da Portela: A Vez do Samba" de 1966

14 - Samba, Samba (Anescarzinho)
Canta: Conjunto A Voz do Morro
Do disco "Conjunto A Voz do Morro: Roda de Samba Vol. 2" de 1965

15 - Geraldina (Mauricio Carrilho e P.C. Pinheiro)
Canta: Alfredo Del Penho e Pedro Paulo Malta
Do disco "Dois Bicudos"

16 - Chuá, Chuá (Pedro Sá Pereira e Ary Pavão)
Canta: Miriam Batucada
Do disco "Amanhã Ninguém Sabe" de 1974

BAIXAR


O 4 shared está pedindo para fazer login antes de baixar os arquivos:
Login: blogreceitadesamba@yahoo.com.br
Senha: samba2012


.

História das Escolas de Samba Vol. 7 e 8

Fechando a coleção, seguem os volumes 7 e 8! Espero que tenham gostado!

Volume 7





Volume 8

Bando de Tangarás

Esse é o único registro do Noel Rosa em vídeo! É uma gravação de 1930, cena de um filme chamado "Coisas nossas". Apresentação do Bando de Tangarás, grupo que Noel (tocando violão em pé de chapéu de palha) frequentou entre 1929 e 1933, ao lado de Almirante (Vocal) e Braguinha (Pandeiro)...



Um pouco sobre o Bando de tangarás...

Grupo vocal e intrumental que contou com três dos mais importantes nomes da música popular brasileira: Noel Rosa, Braguinha e Almirante. O grupo foi formado em 1929 a partir de uma dissidência do grupo Flor do Tempo formado por volta de 1925 por alunos do Colégio Batista, na Tijuca, para fazer apresentações amadorísticas e participar de festivais. Tendo surgido uma oportunidade para gravar um disco na Odeon, o grupo teve que ser redefinido e acabou por ser dissolvido. Surgiu então o Bando de Tangarás, formado por Henrique Fóreis Domingues, o Almirante, nascido no Rio de Janeiro, RJ em 19/2/1908 e falecido na mesma cidade em

22/12/1980, no pandeiro e vocal; Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha ou João de Barro, nascido na mesma cidade em 29/3/1907, no violão e vocal; Henrique Brito, nascido em Natal, RN em 15/7/1908 e morto prematuramente, aos 27 anos, no Rio de Janeiro, RJ em 11/12/1935, no violão; Álvaro de Miranda Ribeiro, o Alvinho, natural do Rio de Janeiro onde nasceu em 1910, no violão e finalmente, Noel de Medeiros Rosa, no violão, o último a entrar no grupo, nascido no Rio de Janeiro em 11/12/1910 e falecido na mesma cidade em 4/5/1937. O grupo escondia os nomes de seus integrantes atrás de nomes de pássaros, daí o João de Barro para o Braguinha.

O conjunto se definiu como amador. Ninguém do grupo receberia dinheiro para apresentações e apenas aceitariam participações em possíveis lucros com a venda de discos que gravassem. Inicialmente, o grupo procurou seguir os passos de grupos nordestinos como os Turunas da Mauricéia que fazia muito sucesso no Rio de Janeiro na época e passou a cantar músicas de inspiração nordestina.

Continue lendo sobre o Bando de Tangarás no Dicionário Cravo Albin da MPB

Hoje eu tô chorão!

Não deu pra resistir! Já que falei no Jacob do Bandolim, aí vai um choro que é uma beleza! Coisa linda!

Choro Sambado ou Samba Chorado?

Chorões no samba e sambistas no choro!!!
Deliciem-se com essas receitas!

1- Bole Bole: Choro do Jacob do Bandolim. time de primeira, com ronaldo do Bandolim, Zé da Velha e Silvério Pontes, Jorginho do Pandeiro, Celsinho e Suzano, entre outros!



2 - Assanhado: Armandinho e Conjunto Época de Ouro tocando mais um choro do Jacob... O Jacob era fã de um bom samba!




3 - Noites Cariocas: Mais um chorinho clássico do Jacob... deixei uma versão só de cordas, mas normalmente essa musica tem um pandeiro na levada de samba cheio de ginga!



4 - Receita de Samba: Pra fechar, não podia faltar o choro do Jacob que dá nome ao blog! Procurem ouvir a versão do próprio Jacob... Depois posto ela por aquí!

terça-feira, 2 de março de 2010

Grupo Mulato Velho

Sonzeira total! Uma das musicas que mais gosto do João Nogueira...
Suingue de primeira!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Ontem teve samba no céu!



É que no Sábado, dia 27, chegou por lá o Walter Alfaiate, com seu terno branco "caprichado no arremate" pra animar a roda... Fico até imaginando ele chegando e sendo recebido pelo parceiro Mauro Duarte e os companheiros dos bons tempos de Portela... Fora os bambas como Cartola, Silas de Oliveira, Ismael Silva, Noel, Wilson Batista, João Nogueira, Clara...

Todo mundo cantando um samba de boas vindas feito pelo Candeia, ao som das levadas do Carlinhos do Cavaco e do Meira no violão, bordadas pela baixaria do sete cordas do Dino...

E a cozinha? Bide, Marçal e a turma do Estácio, João da Baiana, Alberto Lonato e Argemiro nas platinelas, Mussum no Reco-Reco... Até o Ciro Monteiro sapecando uma caixinha de fósforo...

Tem também uma turminha mais calada que ajuda a embelezar as harmonias e melodias... Pixinguinha, Benedito Lacerda fazendo seus truques e o Jacob do Bandolim ensaiando todo mundo!!!!

Ô beleza! Vai na paz mano Walter Alfaiate, que aí você vai ser mais feliz! A coisa aqui tá preta... o samba já não é mais o mesmo... Vai matar as saudades com seus parceiros que daqui há uns anos eu chego aí pra ver no que que deu essa reunião! (mas não estou com muita pressa não...)



Samba na Medida
Nei Lopes

Mano Walter Alfaiate,
Parceiro e amigo fraterno
Escreve ai no teu caderno
Eu quero fazer um terno
Caprichado no arremate
Com um corte bem moderno,
Num pano verde-abacate
Com botões cor de tomate, meio outono, meio inverno.

É que o Wilson Alicate,
Este coração materno
Que vira o céu num inferno
Caso alguém lhe desacate
Me deu hoje um xeque-mate

Dizendo: "Meu subalterno,
Pra enfrentar os teus combates
Mais bacana e mais moderno
Tú tens que fazer um terno,
Lá no Walter Alfaiate

Um terno de alto quilate,
Pra casório, pra boate
e até para operação resgate!

Contratei um engraxate
Pra lustrar o meu iate
Mano Walter Alfaiate
Põe capricho no arremate
Se não meu breque te bate...


Leia mais sobre o Walter Alfaiate no Dicionário Cravo albin da MPB