segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Ary Barroso e o Dia Nacional do Samba

Pô galera... foi mal, sumí de novo!!! E deixei passar em branco o Dia Nacional Do Samba (2 de dezembro, que inclusive é meu aniversário tb... aí foi só juntar o útil ao agradável e comemorar com um sambão daqueles...)

Aliás, alguém sabe de onde saiu esse "dia do samba"? Não, não é por que eu nasci nesse dia...rsrsrs!!!

A idéia foi de um vereador de Salvador, Luís Monteiro da Costa, que aprovou, em 1963, a lei que determinava o dia 2 de dezembro como o dia nacional do samba. A data foi escolhida em homenagem ao compositor mineiro Ary Barroso, que compôs "Na Baixa do Sapateiro", uma das mais famosas e belas canções isnpiradas na Bahia...

Ary Barroso

Detalhe, DIZEM que o Ary compôs a música sem nunca ter ido à Bahia... e o dia 2 de dezmbro foi escolhido por ser a data em que Ary Barroso chegou à Bahia pela primeira vez.

Alguns levantam dúvidas a respeito dessa afirmação, como vocês podem ver no texto abaixo, transcrito do site "brasileirinho.mus.br"



"Nesta semana, comemoraremos, no dia 2 de dezembro, o Dia Nacional do Samba. Mas por que exatamente nesse dia? Bom, há duas versões a respeito.
A mais conhecida diz que, na primeira viagem de Ary Barroso à Bahia (...) um vereador propôs uma lei declarando aquele dia como o Dia do Samba na Bahia. A partir do ano seguinte, a data foi adotada pelo país todo.
Outra quer fazer crer que esta seria a data da gravação do primeiro samba, "Pelo Telefone", de Donga e Mauro de Almeida.

Lamento, mas devo informar que ambas as versões só podem ser consideradas como lenda.
Em relação à mais conhecida:
A primeira viagem de Ary Barroso à Bahia foi em 1929, em janeiro, não em dezembro. Em março ele já estava de volta ao Rio de Janeiro. Ele ainda não era conhecido a ponto de dar margem a uma homenagem deste porte. Outra viagem conhecida de Ary à Bahia foi em 1956, no mês de junho.
Ambas são mencionadas no livro de Sérgio Cabral, No Tempo de Ari Barroso (Ed. Lumiar, s/d): à pág. 47, o mês da viagem de 1929; à pág. 49, trecho de carta do compositor escrita do Rio de Janeiro no início de março de 1929; sobre a viagem de 1956, em que Ary recebeu homenagem, ver pág. 358.
Lógico que ele até pode ter ido outras vezes, mas ninguém consegue dizer em que ano teria se dado essa viagem que inspirou a lei. Além disso, a lenda incorre num erro crasso: vereador só pode legislar no município, de sorte que ou foi um vereador que propôs a lei para Salvador, ou foi um deputado estadual que a postulou para o Estado da Bahia.
Quanto à outra, o samba "Pelo Telefone", sucesso no carnaval de 1917, foi gravado originalmente em janeiro daquele ano, apenas como instrumental, pela Banda Odeon, e a seguir, em fevereiro, pelo cantor Bahiano e o conjunto da Odeon. O registro do samba na Biblioteca Nacional, no Departamento de Direitos Autorais, foi solicitado em 6 de novembro de 1916, com adendo do autor no dia 16. O registro foi emitido em 27 de novembro. A partitura foi impressa em 16 de dezembro.
Como vemos, nada com o dia 2 de dezembro. Além de tudo, não custa lembrar "Pelo Telefone" NÃO FOI o primeiro samba composto, nem ao menos gravado. Existem referências ao samba na imprensa de Recife desde 1837, e gravações comprovadas desde 1913, tanto no Rio quanto em Porto Alegre, pelo menos. O valor histórico de "Pelo Telefone" é de ter sido o primeiro samba a fazer sucesso no carnaval.
Enfim, não há como saber por que o dia 2 de dezembro é o Dia Nacional do Samba. Mas, enfim, que bom que alguém resolveu dedicar um dia ao samba!!!!!"

Bom seja lá qual for a origem eu gosto da história do Ary Barroso, que aliás compoôs alguns sambas maravilhosos...

Aquarela do Brasil
Esse vídeo foi feito por Walt Disney na década de 40 quando ele viajava pela América do Sul como "Embaixador da Boa Vizinhança". O desenho apresenta o Zé Carioca, personagem criado pala simbolizar os laços de amizade entre o Brasil e os EUA.
O que poucos sambe é que o Zé Carioca era realmente um sambista... José Patrocínio de Oliveira, ou Zezinho, era um grande violonista (na verdade dominava as cordas de uma maneira geral) que tocou ao lado de nomes como Canhoto e João Pernambuco e foi professor e grande responsável pela carreira do compositor e violonista Garoto.
Pra quem quiser saber mais, a biografia dele pode ser lida no Samba-Choro

Na Baixa do Sapateiro




Isso Aquí o Que é?

Um comentário:

Artur de Bem disse...

Essa da gravação do Pelo Telefone é besteira.
O povo contesta a história do Ary Barroso dizendo que o Dia do Samba foi criado a partir de um Congresso de Sambistas, no Rio de Janeiro.
Só que ninguém, até hoje, trouxe uma ata, foto, ou qualquer informação sobre esse Congresso.

Ninguém trouxe também nenhuma lei de Salvador, que seria lei municipal, e se espalhou pelo resto do país.
Mas eu já vi documentos que comprovam a história do Ary Barroso. Procurei aqui em casa e não encontrei. Se não estiver no meu trabalho, sei onde conseguir uma segunda via.

Qualquer coisa, volto a comentar no blog.