sexta-feira, 3 de julho de 2009

Cristina Buarque e Terreiro Grande Ao Vivo - 2007


Hoje em dia quando eu vejo um disco novo de samba eu logo penso: Será que presta??? Mas se vejo o nome da Cristina Buarque no disco não preciso nem ouvir pra saber que alí tem coisa boa...Ela tem dado uma grande contribuição para o resgate do velho e bom samba, que muitos julga estar mal das pernas, ofuscado pelo samba do Cacique de Ramos que vem dominando o gosto musical dos "sambistas"contemporâneos. Estamos em um tempo em que grandes sambistas são Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Sombrinha, Jorge Aragão... Essas são as referências que o brasileiro em geral tem de samba...

Mas graças a Deus existem pessoas como a Cristina, que junto com mais uma boa turma vem fazendo um trabalho de revitalização do samba carioca autêntico. Gravando composições de grandes sambistas que nunca tiveram atenção da mídia, sambas inéditos que ficaram esquecidos no tempo...

E o Vinicius de Moraes que um dia resolveu dizer que "São Paulo é o túmulo do samba"... O que ele diria ao saber que hoje um dos mais respeitados movimentos de resgate do samba nasceu em São Paulo e que é quase consenso que em São Paulo hoje se faz samba como no Rio de ontem... Parece que os sambistas paulista têm certa resistência ao "Vírus do Cacique"....

O Terreiro Grande surgiu do Grêmio Recreativo de Tradição e Pesquisa Morro das Pedras, que tinha como proposta defender e pesquisar o samba e suas tradições e que acabou tornando-se um projeto social que envolvia toda a comunidade de São Mateus. O pessoal do Morro das Pedras tinha o costume de fazer homenagens a grandes compositores que estavam caindo ne esquecimento como Manacéa, Paulo da Portela, Alberto Lonato, Chico Santana, Nilton Campolino, Aniceto do Império... Dessa forma surgiu um dos mais importantes movimentos de resgate do samba...

Em 2007, Cristina Buarque já era frequentadora das rodas do Morro das Pedras... Quando recebeu um convite para se apresentar no Teatro FECAP em São Paulo, não deu outra... chamou a galera do Morro. A essa altura o pessoal já tinha se separado (eram mais de 30 sambistas) e Cristina reuniu 15 deles, que voltaram a se apresentar com o nome de Terreiro Grande.

Agora imagina só, um disco gravado ao vivo com 15 sambistas cantando sambas de compositores antigos da Portela, Mangueira, Imperio Serrano como se estivessem realmente num terreiro... descontração total...Eu não ví o show mas quem viu diz que foi de arrepiar...

E claro, o melhor de tudo é que não se ouve nenhum banjo ou repique de mão... Só instrumentos do samba autêntico mesmo... olha a cozinha: 2 pandeiros, 2 cavaquinhos, violões de 6 e 7, surdo, 3 tamborins, cuíca, reco-reco, prato e faca, caixa de fósforo... isso sim é uma roda de samba... As músicas todas emendando uma na outra... São 4 blocos...


O primeiro bloco é "calminho", só pra esquentar... Reparem como a roda começa a esquentar aos poucos... Começa com a Cristina cantando "O meu nome já caiu no esquecimento" ao som de dois pandeiros. Na sequência entram violão e cavaquinho durante um samba inédito do portelense Chico Santana... Com a entrada do surdão no fim dessa música o bloco segue com a cristina cantando e o pessoal do Terreiro Grande fazendo coro... bonito demais...

O segundo bloco começa na mesma levada do primeiro. Ainda na primeira música, ao som do refrão "Já chegou quem faltava... Quem o povo esperava chegar..." de Nilson Gonçalves... entram no palco mais oito músicos completando a cozinha... Aí o pau começa a quebrar e você pode sentir o clima de uma boa roda de samba...
A roda fica assim - por ordem de entrada:

Cristina Buarque

Luizinho
(pandeiro e voz)
Renato
(pandeiro e voz)
Tuco (cavaquinho e voz)
Lelo (violão e voz)
Cardoso (violão de 7 e voz)

Roberto Didio (surdo e voz)

Careca (tamborim e voz)

Edinho (cavaquinho e voz)
Alfredo Castro (cuíca e voz)
Neco (reco-reco e voz)
Wilson Miséria (prato e faca e voz)
Pereira (tamborim e voz)
Jorge (tamborim e voz)
Eri (caixa de fósforo e voz)
Bocão (voz)

põe o volume no máximo e aproveita....

Bloco 1
1. O meu nome já caiu no esquecimento
Paulo da Portela
2. Eu não sou do morro
Francisco Santana
3. Não deixo saudade
Manoel Ferreira e Roberto Martins
4. Você me abandonou
Alberto Lonato
5. Quantas lágrimas
Manacéa

Bloco 2
6. Já chegou quem faltava
Nilson Gonçalves
7. O mundo é assim
Alvaiade
8. Jura
Adolfo Macedo, Marcelino Ramos e Zé da Zilda
9. Meu primeiro amor
Bide e Marçal
10. A lei do morro
Antônio dos Santos e Silas de Oliveira
11. Quem se muda pra Mangueira
Zé da Zilda
12. Assim não é legal
Noel Rosa
13. Na água do rio
Manoel Ferreira e Silas de Oliveira
14. Esta melodia
Bubu da Portela e José Bispo
15. Ando penando
Alcides Dias Lopes
16. Perdão, meu bem
Cartola
17. Desperta Dodô
Heitor dos Prazeres e Herivelto Martins
18. Na água do rio
Manoel Ferreira e Silas de Oliveira
19. Vou navegar
Ernâni Alvarenga

Bloco 3
20. Inspiração
Candeia
21. Banco de réu
Alvaiade e Djalma Mafra
22. Você chorou
Francisco Alves e Sylvio Fernandes
23. Lenços brancos
Eliana Pittman e Picolino da Portela
24. Sentimento
Mijinha
25. Conselho da mamãe
Manacéa
26. Brocoió
Zé Cachacinha
27. Quando a maré
Antônio Caetano
28. Confraternização 1
Walter Rosa

Bloco 4
29. Portela feliz
Zé Ketti
30. Desengano
Aniceto da Portela
31. A maldade não tem fim
Armando Santos
32. Embrulho que eu carrego
Alvaiade e Djalma Mafra
33. Vida de fidalga
Alvaiade e Francisco Santana
34. Fui condenado
Mijinha e Monarco
35. Teste ao samba
Paulo da Portela
36. Tu me desprezas
Paulo da Portela
37. Cantar pra não chorar
Heitor dos Prazeres


7 comentários:

Artur de Bem disse...

Boa!!!


A letra do "Você me abandonou" está com caracteres estranhos!

Vinicius disse...

Valeu!
Acho que consertou...

Lucas Vidal disse...

Muito bom, não vi os videos ainda
mas verei
Eu acho que o Diogo Nogueira é também um desses que veio pra renovar o samba

Anderson disse...

D+ Cara !!!

Não canso de ouvir este CD.... o Bloco 2 é divino.. eu tenho as cifras do Bloco 1 e estou doido para conseguir a do bloco 2.... se você quiser passo ela para você da uma olhada...

o blog está uma maravilha!!!

abraços

Vinicius disse...

Anderson:

Passa pra mim as cifras por favor!
Meu e-mail é viniciusterror@yahoo.com (sem o br mesmo!)

Abraço!

Anderson disse...

Fala Vinicius..

Está no seu E-mail, se você algumas reliquias pode mandar abraços....

Anônimo disse...

Melhor cd de samba dos últimos tempos, é só colocar pra tocar e aproveitar....simplesmente fantástico!
Recomendo a qualquer pessoa que gosta de samba!

Daniel